Em Goiás: Vítima de acidente com ônibus na BR-153 morreu abraçada a bebê, diz bombeiro

Segundo soldado, ela salvou a vida do filho ao proteger a cabeça dele. Acidente deixou dois mortos e vários feridos, em Goiânia.

Uma das vítimas do acidente com um ônibus na BR-153 morreu abraçada ao filho de 6 meses de vida, segundo contaram os primeiros bombeiros que chegaram ao local, em Goiânia. A criança teve apenas ferimentos na perna e foi levada para um hospital.

“Ela estava com a mão em cima da cabecinha dele. Ele estava quietinho. Na hora, ela deixou de apoiar em qualquer lugar para salvar o filho dela. Infelizmente, não deu para salvarmos a mãe, mas o bebê está bem”, disse o soldado do Corpo de Bombeiros Beadnel Gomes Silva Filho.

O ônibus saiu de São Mateus do Maranhão com destino a São Paulo e tombou na madrugada de domingo (27) no perímetro urbano da capital. Havia 49 passageiros no veículo, sendo que dois morreram e 26 foram levados a unidades de saúde.

O bebê foi levado ao Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueiria (Hugol). Até as 20h, a unidade de saúde não tinha informado o quadro de saúde do menino.

De acordo com outros passageiros, outro filho da vítima, de 17 anos, estava na poltrona ao lado da que a mãe estava sentada. Ele sobreviveu. Outros dois parentes também viajavam no ônibus.

Resgate

O acidente ocorreu por volta das 2h40, no km 499 do perímetro urbano da BR-153, no Jardim Goiás, região sul de Goiânia. Os bombeiros têm uma unidade de resgate 24 horas em um ponto de apoio da Defesa Civil, que fica a 400 metros do local. Por isto, a primeira equipe chegou ao local em menos de 2 minutos.

“A gente faz atendimento, leva ao hospital e depois faz uma reavaliação de cada vítima porque às vezes a pessoa diz que está tudo bem na hora. Temos uma ambulância do Corpo de Bombeiros aqui, de prontidão, para que, se acontecer evolução dentro de 24 horas, a pessoa possa ser levada ao hospital rapidamente”, disse o tenente Alan Barbosa.

Conforme informações divulgadas pela Delegacia de Investigação de Crimes de Trânsito (Dict), “por motivos ignorados”, o ônibus derivou pela direita, caiu do viaduto e bateu contra o poste de concreto. O motorista reserva, Silvio Silva, contou que um carro fez com que o motorista do ônibus perdesse o controle da direção.

O que já se sabe sobre o acidente?

  • O ônibus saiu de São Mateus do Maranhão para a cidade de São Paulo com 49 passageiros, conforme disse um motorista reserva ouvido pelo G1. Segundo comunicado da Dict, o veículo é clandestino e os responsáveis por ele devem ser ouvidos pela corporação;
  • Duas pessoas morreram no acidente. Do total de passageiros, 26 foram levados a hospitais: 4 estão no Hugol; 14 foram encaminhados ao Hugo – sendo que 10 já receberam alta médica -; e os demais foram levados a outras unidades de saúde de Goiânia;
  • Como são de outro estado, os feridos leves e aqueles que já receberam alta estão sendo abrigados no Ginásio Goiânia Arena. A Defesa Civil e a Secretaria Municipal de Assistência Social estão cuidando da alimentação e acomodação dos passageiros;
  • Passageiros relataram que a agência de turismo em que afirmam ter comprado as passagens, que é do Maranhão, disse que enviaria um ônibus para buscá-los em Goiânia, mas o veículo só deve chegar na segunda-feira (28).

 

Com informações G1 Goiás

 

você pode gostar também Mais do autor