Idosa que estava entubada morre no Trauminha de JP após falta de energia

Caso suscitou a atuação da bancada de oposição da Câmara de João Pessoa na unidade hospitalar.

Foto: Divulgação

Uma mulher de 66 anos, que estava internada no Ortotrauma de Mangabeira, conhecido como Trauminha, faleceu na madrugada desta segunda-feira (17) após uma queda de energia na unidade. Conforme informações de familiares, ela estava entubada, respirando com a ajuda aparelhos, e uma queda de energia teria complicado seu quadro de saúde.

Após a falta de energia, o gerador do hospital funcionou, porém falhou posteriormente. Ele ainda parou duas vezes, o que teria prejudicado o funcionamento natural dos aparelhos da unidade hospitalar. Em decorrência das falhas, a idosa não resistiu e faleceu.

Negligência

Familiares da idosa acreditam que houve negligência no atendimento do hospital. Outros pacientes que estavam internados no Trauminha também foram prejudicados.

Por conta dos problemas, algumas cirurgias precisaram ser canceladas devido à instabilidade na distribuição de energia do hospital.

Nota da PMJP

A Secretaria de Saúde de João Pessoa emitiu nota sobre as condições do Trauminha, mas não informou sobre o caso da queda de energia elétrica e a suposta negligência da unidade hospitalar que ocasionou, segundo a família, na morte da idosa. Confira nota:

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) esclarece que, o Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio Burity (Ortotrauma) realiza mensalmente reparos de dedetização na instituição, principalmente por se tratar de um ambiente hospitalar, sujeitos a todos os tipos de contaminação microscópica devido ao grande fluxo de pacientes e, movimentação de funcionários e visitantes pelo estabelecimento, além da circulação de alimentos.

A última dedetização realizada em todo Complexo hospitalar (dentro e fora da instituição) aconteceu no dia 25 de maio e, neste final de semana foram retirados todos os armários e mesas para manutenção da dedetização e higienização.

Em anexo, seguem imagens da higienização realizada hoje, nas dependências do complexo.

Quanto a Unidade de Saúde da Família (USF) Saúde e Vida, localizada no Ernani Satiro, a empresa responsável pela manutenção e reforma da SMS, já está avaliando a estrutura para saber se devido aos fortes ventos, houve danos a cobertura, para providenciar o conserto.

Caravana da oposição

O caso suscitou a atuação da bancada de oposição da Câmara de João Pessoa na unidade hospitalar.

“Hoje, 17/06 as 11hs, após denúncia de falta de gerador no trauminha, causando morte de paciente, falta de insumos, médicos e higienização precária a caravana da oposição voltará ao trauminha para fazer uma inspeção”, afirmou o vereador Marcos Henriques, líder oposicionista.

Paraíba Já 

você pode gostar também Mais do autor